a
Mindset do Vale - OBr.global | Delivering Success
21171
post-template-default,single,single-post,postid-21171,single-format-standard,tribe-no-js,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-13.2,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.5,vc_responsive
 

Mindset do Vale

Mindset do Vale

Por: Robert Janssen

Muito se discute sobre a impossibilidade de replicar o Vale do Silício. Cada região possui suas próprias características e níveis de maturidade, o que, por si só, já determina a inviabilidade de uma réplica. O que o Vale construiu e sedimentou ao longo das décadas, na realidade o seu grande diferencial, é o seu MINDSET.

O MINDSET do Vale é uma cultura empresarial que pode e deve ser cultivada nos diversos ecossistemas de inovação e empreendedorismo, pois é uma atitude coletiva, vencedora, engajada, colaborativa e que faz a manivela girar. Para entender melhor os atributos dessa postura e o que a torna um fator crítico de sucesso, há 5 pontos cruciais que devem fazer parte de uma atitude positiva de “empowerment” (empoderamento):

1. PARE DE JOGAR PÔQUER E ESCONDER AS CARTAS. CONFIE E SEJA CONFIÁVEL. As altas barreiras sociais, sejam elas causadas pela geografia, redes, cultura, linguagem ou desconfiança, sufocam os relacionamentos antes mesmo de nascerem. A taxa de inovação aumenta quando as pessoas quebram essas barreiras e criam pontes de confiança fora de seus círculos normais. Fazer isso é crucial porque a inovação prospera quando as pessoas contribuem com ideias, habilidades e redes diferentes.

2. PROCURE SEMPRE ESTABELECER O “GANHA-GANHA”, E NÃO QUEIRA TIRAR VANTAGEM SEMPRE. Muitas pessoas tratam os negócios como um lado ganhando e o outro perdendo. Os investidores são mestres nisso. No entanto, muitos dos VCs mais bem-sucedidos no Vale aprenderam que devem tratar seus empreendedores de forma justa. Aqui está uma lição que precisa ser cada vez mais aprendida: você não consegue inovar sozinho. Você precisa de parceiros para fazer a jornada com você. Os empreendedores sábios têm a humildade de buscar colaborações de longo prazo e de soma positiva com os outros e estão dispostos a sacrificar alguns dos seus interesses pessoais para estabelecer uma relação duradoura.

3. PRIORIZE SER UM COLABORADOR ANTES DE BUSCAR ALGUÉM QUE COLABORE COM VOCÊ. Seja um conector e apresente outros da sua rede de relacionamentos. Procure retornar as chamadas telefônicas (no menor prazo possível). Torne-se um mentor. Você pode pensar que não recebe nada de volta, mas está recebendo algo de grande valor: uma grande reputação. Você se tornou um especialista, um “go-to person”, alguém em quem se pode confiar. Você também se dê a oportunidade de ouvir suas próprias ideias em voz alta, criando a oportunidade de avaliar se elas ainda são abordagens aderentes e sólidas.

4. PRIMEIRO PRESTE ATENÇÃO E ESCUTE. Ouvir é uma chave para construir relacionamentos e avaliar as necessidades. Faça perguntas e continue aprendendo. Crie um ambiente em que sejam avaliadas opiniões e talentos diversos e onde os recém-chegados não permaneçam estranhos.

5. DIGA SIM ANTES DE DIZER NÃO. Aqui está um pequeno truque ensinado por alunos de Stanford: pratique dizendo “sim” em vez de “não” para todas as ideias, mesmo sabendo que as oportunidades podem não ser boas ou até mesmo concretizadas. Crie um local de trabalho onde não haja ideias ruins, apenas primeiras manifestações das boas. Thomas Edison testou mais de 2.000 materiais antes de desenvolver uma lâmpada que funcionasse. Os erros não o definem, eles o refinam e melhoram você. Não deixe que o medo do fracasso o impeça de tentar algo novo. Se as coisas não funcionam corretamente, adapte, recarregue e tente novamente.

Sem Comentários

Postar um comentário